1/10
  • RX Portugal

Sever, renovado, recebe 6ª jornada do RX Portugal by Transwhite

Traçado da região centro volta a ser palco de mais um ronda de Ralicross e Kartcross e pode dar a conhecer campeões.



A época do RX Portugal by Transwhite caminha a passos largo para o seu final, com o traçado de Sever do Vouga a receber a sexta jornada da época, com pista e paddock renovados após as obras levadas a cabo e recentemente homologadas.


A disputar no fim-de-semana de 8 e 9 de Outubro, a prova do Vouga Sport Club, mesmo com as inscrições ainda a decorrer, promete já emoções fortes, não pudesse esta jornada dar a conhecer já alguns campeões.


Começando pelos mais jovens do Troféu Júnior Kartcross by Transwhite, Sever será o palco de todas as decisões, não fosse esta a última prova da temporada e não estivessem os três primeiros separados por 22 pontos com um total de 55 em disputa. Neste particular, a vantagem está do lado de Guilherme Matos, que soma mais 17 pontos que Gustavo Henriques, com João Dinis a seguir-se na lista com mais cinco pontos de atraso. Uma luta que deverá ser muito interessante, ainda para mais quando se tem em conta que qualquer um dos três se tem apresentado muito competitivos ao longo do ano.


Título que também tem tudo para ser atribuído já em Sever do Vouga é o dos Super Cars. Com 48 pontos de vantagem sobre Tiago Alexandre, José Oliveira está a um mero ponto de arrebatar a coroa entre as máquinas mais potentes do RX Portugal by Transwhite.


Além destes dois, os pontos necessários para fechar as contas nos Iniciados e na Nacional 1.6 fazem também com a atribuição dos ceptros nestas duas categorias seja uma possibilidade matemática, se bem que sempre muito dependente de desaires.


Nos mais novos, Duarte Camelo leva 32 pontos de vantagem sobre Gonçalo Camelo, o que significa que tem de somar mais 17 que o rival. Tarefa muito complicada, ainda para mais porque Guilherme Antunes, actual terceiro, segue muito próximo com mais quatro pontos de diferença.


De forma semelhante, entre os homens da Nacional 1.6, Ricardo Costa apresenta-se com mais 30 pontos que Pedro Rocha e precisa de somar mais 19 que o rival para acabar com as contas. Grande diferença aqui, é que a luta pelo título nesta categoria já só se faz entre estes dois nomes.


Já nas 2 Rodas Motrizes, os sete pontos de vantagem detidos pelo Campeão em título Adão Pinto fazem com que nada se possa decidir. Ainda para mais quando se te em conta o elevado nível de competitividade que a categoria tem apresentado. Bruno Campos tem sido um rival e tanto, e Andreia Sousa também tem dado mostras do seu potencial.


Enquanto isso, no que toca ao Campeonato de Portugal de Kartcross by Transwhite, Joca Gonzaga tem sido o líder incontestável desde o arranque da época, mas mesmo assim não conseguiu ainda a vantagem suficiente para garantir o título desde já. O que atesta bem o nível de competitividade deste que é um dos pelotões mais preenchidos do calendário. Ainda assim, com 27 pontos de vantagem sobre Alexandre Borges, Gonzaga está a 28 do título o que, apesar de matematicamente possível, em termos práticos não se afigura tarefa fácil.


Totalmente em aberto estão os Super 1600. Com os resultados finais de Mação 2 ainda por homologar, a pontuação actualmente em vigor dá nove pontos de vantagem a Joaquim Machado sobre Mário Barbosa e 11 sobre Jorge Machado. Ou seja, tudo é possível na categoria rainha do RX Portugal, menos vaticinar qualquer tipo de contas para a conquista do título.

287 visualizações0 comentário