• RX Portugal

Ribeiro imparável na Super 1600 e Gonzaga líder no Kartcross

A temperatura subiu no segundo dia de competição em Mação, com as Finais a proporcionarem ainda mais momentos escaldantes na 5ª jornada do Campeonato de Portugal de Ralicross by Diatosta.



Depois de uma manhã quente, e com as temperaturas vespertinas a rondarem os 35ºC, o calor sentido nesta quinta jornada do RX Portugal by Diatosta, em Mação, foi ainda mais intenso.


Fazendo toda a justiça à fama que tem, a Super 1600 voltou a dar grandes emoções ao público, com várias ultrapassagens ao longo das sete voltas ao traçado da Boavista, em Mação, conhecido por ser um circuito onde é complicado ultrapassar. É certo que o líder do Campeonato João Ribeiro não deu hipóteses aos rivais e garantiu a quinta vitória consecutiva e mais um pleno.


Mas atrás de si a corrida revelou absolutamente imprópria para cardíacos. Depois de Nuno Araújo ficar na Curva 1, Rogério Sousa e Mário Barbosa apresentaram-se como os principais protagonistas. Vindos da última linha da grelha os pilotos levaram a cabo algumas ultrapassagens e acabaram por completar o pódio, com Sousa a impor-se a Barbosa.


Contudo, Rogério Sousa acabou depois por ser alvo de uma penalização que o atirou para o quinto posto final, resultando na promoção de Barbosa a segundo e abrindo a porta do pódio a João Novo.


Já no Kartcross, à terceira foi de vez. Isto porque na primeira partida o piloto da casa Santinho Mendes capotou, obrigando à apresentação da Bandeira Vermelha. Uma situação que acabaria por se repetir na segunda partida, mas dessa feita com o protagonista a ser Sérgio Bastos que, ao contrário de Santinho Mendes, se viu forçado a abandonar.



Pouco depois, assistiu-se à concretização de outro ditado bem popular, já que não houve duas sem três e Jorge Gonzaga voltou a largar melhor para assumir a liderança da corrida, posição que não mais perdeu até final. Uma prestação que valeu ao Campeão em título a terceira vitória consecutiva e, com isso, a subida à liderança do Campeonato. Enquanto isso, Pedro Rosário foi segundo, a quase três segundos da frente, e Pedro Marques completou o pódio.


Na Nacional 1.6 também houve domínio do líder do Campeonato. Depois de ter garantido o melhor resultado no conjunto das quatro corridas de qualificação, André Ferreira não deixou os créditos por mãos alheias e garantiu a quarta vitória consecutiva. Atrás dele, a mais de dez segundos, terminando Leandro Macedo e Telmo Costa.


Já as 2 Rodas Motrizes premiaram com o público com o que foi umas das mais espectaculares Finais do fim-de-semana, com Luís Carvalho a “partir de véspera” da terceira posição da grelha no que foi uma flagrante falsa partida, o que obrigou o piloto a duas Joker Laps. Com boa vantagem na frente de todo o pelotão, não fossem os erros e consequentes toques nos morros da Joker Lap e Carvalho podia muito bem ter terminado no pódio.


Azares dos quais Adão Pinto tirou o melhor partido para ganhar de forma confortável e fazer o pleno, à frente da Campeã Andreia Sousa e Manuel Pinheiro. Para esquecer foi o fim-de-semana de Celmo Guicho, que chegou líder a Mação, mas depois de um acidente na segunda manga de qualificação acabou por cair na classificação geral.


Enquanto isso, na Super Car, a correr sozinho durante praticamente todo o fim-de-semana, o Campeão em título José Lameiro fez o terceiro pleno consecutivo e acabou por saltar para a liderança do Campeonato.


Já nos Iniciados, fantástica final repleta de emoção, com Gonçalo Novo a acabar por conseguir levar a melhor após uma brilhante ultrapassagem pelo buraco da agulha a Rafael Rego para se estrear a vencer nesta época. O líder do Campeonato, que tinha partido para a Final na pole position, à frente de Novo, viu-se assim batido pela segunda vez este ano. Atrás dos dois, a fechar o pódio, ficou Guilherme Nunes.


Entretanto, no Troféu Júnior Kartcross, a vitória ficou em casa neste regresso da competição ao programa de prova depois de mais de dois meses de ausência. O português Guilherme Nunes, que chegou à Final na segunda posição, acabou por conseguir impor-se sobre o rival e líder da classificação Hugo Bueno. O espanhol, que foi o mais forte nas mangas de qualificação, viu-se impedido de alcançar a terceira vitória consecutiva por apenas 0,8s. A fechar o pódio ficou a jovem espanhola Yésica Lorenzo, mantendo a mesma posição que ocupou na grelha de partida.


O programa só ficou concluído com a demonstração de Popcross, corridas que contaram com os incontornáveis Citroën 2CV e Diane, num total de seis pilotos e onde o mais forte foi Manuel Ramos, seguido de Domingos Violante e Miguel Costa.


O Campeonato prossegue dentro de pouco mais de um mês, com a sexta ronda da temporada agora a ter lugar entre os dias 8 e 10 de Outubro, na sequência do adiamento imposto pelo agendamento das Eleições Autárquicas para o dia 26 de Setembro, data inicialmente prevista para a segunda visita ao Circuito do Alto do Roçário.


Resultados disponíveis aqui.

587 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
1/12