1/10
  • RX Portugal

Capital do Ralicross pronta para última grande prova do ano

6 Horas Ralicross “Paulo Sérgio” fecham época de 2022 do automobilismo nacional com mais de três dezenas de equipas e 120 pilotos.



Depois de uma temporada de sucesso do RX Portugal by Diatosta, o Ralicross nacional prepara-se para a época festiva com as incontornáveis 6 Horas de Ralicross de Lousada. A mais emblemática prova da modalidade em todo País, e aquela que consegue sempre juntar grandes nomes de várias categorias, até mesmo aqueles que não lograram alinhar em toda a temporada do Campeonato de Portugal de Ralicross, conta com lista de inscritos extensa.


Com 31 formações, compostas por três a seis elementos cada uma, e com um total de 120 pilotos, a prova, que está reservada a viaturas de duas rodas motrizes atmosféricas até 2.000 cc, vai levar até ao Eurocircuito de Lousada emoções fortes e muita animação ao longo do próximo fim-de-semana de 18 e 19 de Dezembro


E serão muitos os pilotos a ter em atenção ao longo dos 360 minutos de corrida com início marcado para as 10h00. Desde logo a Afinauto Competições, a formação que conta com maior número de triunfos na incontornável prova do Clube Automóvel de Lousada, que nesta edição vai contar com as prestações, entre outros, do Campeão de Portugal de Kartcross Joca Gonzaga e Zé Artur Teixeira.


Mas há mais! A DM Motorsport faz alinhar duas equipas, uma totalmente feminina, com Rafaela Barbosa, e outra inteiramente masculina, com António Sousa, Hélder Ribeiro e Mário Barbosa. Já Joaquim Santos, o homem forte da Bompiso, vai contar também com os esforços de Mário Teixeira, do italo-sueco Oscar Ortfeldt, que veio do panorama europeu e mundialista da modalidade para o RX Portugal by Diatosta este ano, e também com o Presidente da Câmara de Lousada, Pedro Machado, um confesso apaixonado pelo automobilismo.


Também do Campeonato de Portugal de Ralicross by Diatosta, Joaquim Machado, Jorge Machado e Leonel Sampaio vai alinhar sob as cores da Kaxa e Motor, enquanto a Iniciação conta também ela com uma representação de peso, com Guilherme Nunes, Gonçalo Rocha e Duarte Camelo a responderem à chamada para um derradeiro desafio competitivo em 2021.


Destaque ainda para o regresso da Motofil ao Circuito da Costilha, bem como para Pedro Tiago, Pedro Rocha e Bruno Campos, que voltam a lutar pelas melhores posições, não estivessem eles em formações distintas.


Estão assim reunidos todos os ingredientes para o que promete ser um final de ano de arromba e uma verdadeira festa do Ralicross a 18 e 19 de Dezembro naquela que é considerada a capital nacional da modalidade.

535 visualizações0 comentário