• RX Portugal

Campeões com início de época atribulado

Época do RX Portugal by Diatosta já arrancou com muita animação e emoção no Circuito da Costilha, em Lousada.



Surpresa absoluta no arranque da categoria rainha do Campeonato de Portugal de Ralicross by Diatosta, com o vencedor dos Supercars a ser, por ventura, o menos esperado. A estrear-se em Portugal, o italo-sueco Oscar Ortfeldt (Ford Fiesta) fez um arranque canhão na primeira corrida para deixar Joaquim Santos e o Campeão em título José Lameiro sem resposta possível. Para piorar as coisas para Lameiro, um toque na última curva com o Peugeot 206 de João Novo ditou o desfecho antecipado da corrida. Ainda assim, o piloto do Skoda Fabia não baixou os braços e rodou até final para terminar em terceiro, atrás Novo, enquanto Joaquim Santos (Ford Fiesta) ficava em último com problemas mecânicos.


Contudo, a maior surpresa surgiu na segunda corrida de Qualificação, com Ortfeldt, Lameiro e Santos a desentenderem-se na sequência de um erro do italo-sueco na travagem para a primeira curva. Assim, com os três pilotos embrulhados no final da recta da meta, Novo isolou-se na frente para levar de vencida a corrida, se bem que por pouco já que Ortfeldt recuperou muito terreno ao longo das cinco voltas para terminar em segundo. O terceiro posto do dia, e da corrida também, ficou para Santos, enquanto Lameiro acabou por desistir logo na primeira volta devido aos problemas causados pelo embate.


Dominadora foi a prestação de João Ribeiro na segunda categoria do Campeonato de Portugal de Ralicross by Diatosta, a Super 1600. O piloto do Skoda Fabia não fez por menos e levou de vencida as duas corridas propostas para este sábado sempre com margens superiores a dois segundos para Rogério Sousa (Ford Fiesta), o único que ainda conseguiu oferecer alguma oposição. Terceiro nesta primeira jornada de competição foi António Sousa (Peugeot 208).



Enquanto isso, na Nacional 1.6, André Ferreira (Peugeot 106) teve um sábado de recuperação e depois de ter sido terceiro na primeira Qualificação, venceu a segunda para terminar o dia na liderança, à frente de Leandro Macedo e de Pedro Tiago, ambos em Citroën Saxo.



Já no que respeita ao Nacional 2RM, Daniel Teixeira (Renault Clio), Celmo Guicho (Renault Clio) e Rafael Gomes (Ctiroën AX) acabaram por ser os mais fortes no final das duas corridas de Qualificação. Primeiro, segundo e terceiro, respectivamente, na segunda tirada do dia, os pilotos acabaram por tirar bom partido dos desaires de Adão Pinto (Opel Astra) e Bruno Campos (Peugeot 306) que, depois de assegurarem as duas primeiras posições na primeira Qualificação, tiveram prestações para esquecer no segundo embate com um 10º e um 11º lugares, respectivamente.



Entre os Iniciados de Ralicross, Rafael Rêgo não deu qualquer hipótese aos demais, levando de vencida as duas corridas em programa neste sábado, se bem que no segundo embate competitivo já teve de contar com mais oposição de Guilherme Nunes. Ainda assim, quem terminou o dia na segunda posição foi Gonçalo Novo depois de assinar um 2º e um 3º lugares, isto enquanto Nunes começou menos bem ao ficar-se pelo 6º posto na primeira corrida. Um resultado que ditou a quarta posição após as duas corridas de hoje, atrás de Duarte Camelo.



Muito emotivas foram também as corridas de Qualificação do Campeonato de Portugal de Kartcross by Diatosta. Com grelhas de 10 pilotos em cada uma das três séries, Alexandre Borges (Semog Bravo) e Sérgio Castro (ASK Evo) acabaram por se impor ao assinarem uma vitória e um segundo lugar cada um, isto depois de prestações um tudo nada mais modestas nos Treinos Cronometrados. Logo atrás, com oito pontos cada um, terminaram Mário Rato (Semog Revolution) e Luís Almeida (LBS RX01). Para esquecer foi o arranque da defesa do título por parte de Jorge Gonzaga com alguns problemas de juventude no novo Kartcross que estreia aqui.




Enquanto isso, no Troféu Júnior Kartcross, competição introduzida nesta temporada do RX Portugal by Diatosta e reservada aos jovens dos 13 aos 16 anos, a supremacia do primeiro dia de competição foi de Hugo Bueno (Kincar 600), que fez as cinco voltas ao Eurocircuito de Lousada em 3:35,405s, menos 2,821s que Yésica Santalla (LBS RX01). Prestações muito interessantes por parte destes jovens pilotos, principalmente quando se tem em conta que os carros em que estão a competir têm limitações de rendimento e alguns componentes série, ao contrário do que acontece com as máquinas do Campeonato de Portugal de Kartcross.



O programa competitivo prossegue amanhã com pilotos e máquinas a irem para a pista para as duas últimas corridas de Qualificação, até bem perto da hora de almoço, seguindo-se as Meias-Finais dos S1600 e do Kartcross, a partir das 14h40, e as tão esperadas Finais das várias categorias previstas para uma hora depois. Toda a ação competitiva de domingo poderá ser acompanhada em LIVE Stream na página do RX Portugal 2021 no Facebook.

911 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
1/12